Posts em Categorias

Miami

 

Miami é uma cidade que me dá certa preguiça, confesso. Quem acompanha meus posts já deve ter notado que não curto muito a ideia de sair para fazer compras e mais compras (canso quase tão rápido quanto meu marido), nem sou do tipo que gosta de ir a restaurantes super-hiper-blaster badalados, que cobram o olho da cara só porque estão na moda ou são do chef x, y ou z. Mas, por circunstâncias da vida (e porque também não sou de negar convites para viajar), fui parar em Miami na semana passada. Uma das boas surpresas da viagem: um gastropub chamado Pubbelly, em Miami Beach. Comida criativa, contemporânea e muito saborosa. Ambiente simples, descontraído, intimista e sem frescurites desnecessárias. Amei.

Continue Lendo

 

Wynwood até alguns anos atrás era uma das áreas mais feias de Miami. Localizado ao norte de Downtown, era mais um desses bairros esquecidos e malcuidados.

Por volta de 2001, a comunidade artsy deu um super upgrade na área e tomou conta dos galpões. O empresário Tony Goldman foi um dos maiores responsáveis pela revitalização.

Hoje, o lugar se transformou na Vila Madalena de lá.

São quase 100 galerias de arte e vários muros grafitados. Super vale a visita. Confira:

Continue Lendo

Miami: why not?

miami

 

Sou uma pessoa que já odiou Miami. Por anos não tive vontade de visitar a cidade e recusava qualquer convite que passasse por perto de lá. Há alguns anos, por acaso, tive que voltar. Torci o nariz, mas não teve jeito. Logo de cara precisei passar uma semana na cidade. E voilá, lucky me! Encontrei algo totalmente diferente das minhas lembranças de infância e adolescência (leia-se neon por todos os lados). Me deparei com uma cidade bonita, bem cuidada e totalmente renovada. Para mim, hoje, Miami é bacana, aceita e acolhe você de braços abertos, independente de suas manias,  jeito de vestir ou portar… Oferece programas para todos os gostos e bolsos, sempre com céu azul, Sol brilhando forte, boa comida, compras em abundância e programinhas culturais legais. O que mais podemos querer?

Esqueça o neon e se joga!

Continue Lendo