Estava chegando o dia da Proclamação da República e passaríamos o feriado em Los Angeles e Las Vegas. Iríamos no dia 14 de novembro de 2012 e voltaríamos dia 20, também feriado (dia da Consciência Negra). Eis que, faltando aproximadamente um mês para a viagem, o Dani me manda um SMS: “Quer casar comigo em Vegas?” Já pensávamos em morar juntos, mas a ideia de gastar fortunas com uma festa de casamento não agradava. Comprei a ideia e, de repente, tínhamos 30 dias para organizar o que quer que podia

Cá estamos nós no primeiro mês do ano. Junto com ele vêm as promessas de uma nova vida, novos objetivos a serem alcançados. A esperança de um 2015 melhor do que 2014. Hora de parar para pensar no que deu certo, no que deu errado, no que é preciso mudar nesse novo ano que vem por aí. Promessas de ver mais os amigos, ficar mais com a família, adotar hábitos mais saudáveis, praticar exercícios físicos e, é claro, viajar mais e mais e mais. E por que não reunir todas

Felipe e eu somos dois paulistas sortudos. Sempre pudemos frequentar boas escolas e usufruir do conforto e da segurança oferecidos pelos nossos pais. Pudemos até escolher pra qual faculdade ir, eu escolhi direito e ele administração. Nunca nos faltou nada. Eu trabalhava como advogada em um grande escritório de São Paulo e o Fe na áreade marketing  de uma multinacional conhecida. A gente parecia estar seguindo o caminho certo… Aquele de ter um bom emprego, comprar uma casa, um carro, ter filhos e continuar trabalhando duro pra conseguir bancar tudo

  E Eslovênia é apaixonante, um dos lugares mais surpreendentes da Europa e, com certeza, a cerejinha desse bolo chama Postojna. Um conjunto de mais de 20 quilômetros de cavernas recheadas de estalactites, estalagmites e colunas com milhares de anos. Uma mistura de Indiana Jones, com Bat-caverna e alguma pintura surrealista que, com certeza, vale a sua visita. Não tem quem não entre, olhe para cima e respire fundo abismado com tamanha beleza.

    Para quem gosta de conhecer novos lugares, convido-os a pedalarem por suas cidades… Há mais de 5 anos comecei a explorar São Paulo de bike e, além das calorias a menos, ganhei uma nova cidade. De lá para cá, muita coisa mudou: acreditem ou não, mas, para mim, o trânsito ficou um pouco mais tolerante com os ciclistas e a cidade passou a oferecer opções como ciclofaixas e ciclovias. Certamente ainda há muito a fazer para incorporar de vez a cidade ao sistema de transporte municipal, mas acho que estamos

Sou apaixonado por neve. Este amor se iniciou há cerca de 25 anos e desde então só vem aumentando. Nestes anos conheci excelentes resorts e pistas espalhadas pelo mundo mas quando me pediram pra escrever um primeiro texto sobre viagens de neve eu tinha que escrever sobre um dos meus locais preferidos pra andar de snowboard: Lake Tahoe em Nevada/USA.

    Para a infelicidade da minha mãe, sempre tive a mania de colecionar coisas. Já tive coleção de latinhas, selos, pedras, papel de carta, canecas, CDs de trilha sonora. Cada uma carrega o seu ônus. Por exemplo, teve a época em que pedia para todos os passageiros do avião as latinhas usadas durante o voo. Ou então que gastava toda a minha mesada em CDs. A minha última “aquisição” nesse campo foi colecionar fotos de bancos. Mais especificamente, fotos do meu marido de costas, sentado em bancos mundo afora.

Uma das experiências mais interessantes e enriquecedoras da minha última viagem à África foi conhecer uma tribo Masai na Tanzânia. Ver de perto a forma como eles vivem, como se alimentam, se vestem, se cuidam, seus costumes e crenças, foi algo que me fascinou. Eles têm um jeito de viver a vida que é simples, primitivo, genuíno e lindo de se ver.

    Ando saudosa do Japão. Pensando muito e com vontade de voltar para lá. Tem dias que bate uma saudade da educação dos japoneses. Uma saudade da paz daquele lugar… Enfim, nada melhor que escrever sobre o lugar, não? Vamos lá, eu que amo fazer uma listinha dos meus lugares preferidos, resolvi fazer o meu top 5 dos templos de lá.

1 2 3 32 Página 1 de 32